Logo Creative Society SOCIEDADE
CRIATIVA

Como podemos mudar o mundo para melhor?

2 de junho de 2022
Comentários

Todas as pessoas sensatas querem viver em paz, ter tranquilidade, liberdade e segurança. No entanto, por que verificamos hoje nossa rápida descida ao abismo da hostilidade e do assassinato, destruindo nosso único lar, o Planeta Terra, e condenando nossos filhos ao sofrimento e à morte? Por que a maioria das pessoas se torna vítima das ambições doentias de indivíduos, cujos únicos objetivos são governar e dominar? O cenário cruel do formato consumista ocorre há 6.000 anos. Então, como podemos interromper a predominância da desumanidade e mudar nosso mundo para melhor? Neste artigo você aprenderá o seguinte:

por que é impossível eliminar completamente as guerras e manter todos em segurança numa sociedade de consumo;

• o que é a Sociedade Criativa, por que é nossa única alternativa e como construí-la;

• o que nós todos podemos fazer hoje mesmo para mudar nosso mundo.

Para entender, devemos considerar as perguntas frequentes que as pessoas formulam quando se familiarizam com o projeto Sociedade Criativa.

Por que há tanto mal, ódio e guerra no mundo?

O mal, o ódio e a guerra são apenas consequências das relações sociais próprias do formato consumista e que já perduram por 6.000 anos. No formato consumista, o egoísmo, o dinheiro e o poder são o foco principal de toda a atenção humana. O constante enriquecimento de uns em detrimento de outros e a luta incessante pelo poder, aniquilam a paz e a ordem, propagam pobreza, fome e doenças, criando, com isso, desequilíbrios sociais e profundas desigualdades. A especulação de mercado e a hierarquia generalizada substituem a humanidade, a ajuda ao próximo e o cuidado mútuo. Há uma forte competição por recursos em todos os níveis, que conduz à corrupção, desperdício, escassez e esgotamento. Pessoas com uma mentalidade egoísta não se preocupam com o futuro. A vida humana é desvalorizada e, na maioria dos casos, utilizada como mão de obra barata ou como recurso militar. Ainda há, por exemplo, exploração do trabalho infantil no século XXI. Esse formato consumista, conduzido pelo poder de poucos sobre a maioria, cria péssimas condições de vida que obrigam as pessoas a buscar garantir a sobrevivência mínima a qualquer custo. Essas condições desumanas afetam as populações, reduzindo seus pensamentos e preocupações a seu egoísmo próprio e à solução de suas necessidades particulares. Tudo isso conduz à degradação geral da humanidade. Portanto, para mudar o mundo, devemos mudar essas condições.

Como podemos mudar essas condições?

Para mudar essas condições, precisamos mudar o foco dominante das relações humanas na sociedade: do formato consumista para o formato criativo. Para fazer isso, precisamos construir a Sociedade Criativa em todo o mundo. Em uma Sociedade Criativa, o valor fundamental e mais elevado de todos será sempre a Vida de cada Ser Humano, sua segurança e sua liberdade.

Para mais detalhes, consulte os 8 Fundamentos da Sociedade Criativa.

De onde vieram os 8 Fundamentos da Sociedade Criativa?

Há 10 anos, voluntários do projeto Sociedade Criativa e participantes do Movimento Público Internacional ALLATRA realizam uma pesquisa em larga escala, onde pessoas de 180 países do mundo, de diferentes status sociais, religiões e nacionalidades, expressaram sua opinião sobre a sociedade em que eles gostariam de viver. Os 8 alicerces da Sociedade Criativa foram formados com base nessas respostas — os desejos e necessidades da maioria das pessoas.

Por que viveríamos melhor na Sociedade Criativa?

Na Sociedade Criativa, o valor mais elevado sempre será a Vida Humana, e não será apenas expresso como uma bela ideia, mas aplicado integralmente em forma de comportamento na própria realidade. Nesse formato, o suprimento das necessidades básicas será direito de todas as pessoas desde o nascimento. Todas as pessoas terão direitos e oportunidades realmente iguais, independentemente de gênero, raça ou crenças religiosas. Os 8 Fundamentos da Sociedade Criativa eliminam desequilíbrios, tensões sociais, desigualdades, hierarquias e preconceitos de qualquer tipo, inclusive religiosos ou raciais, bem como inimizades e divisões.

Uma sociedade saudável só pode ser construída por pessoas maduras, compreensivas e responsáveis. A estabilidade social e a responsabilidade plena na prática cotidiana só podem ser alcançadas sob as condições de um formato criativo de relacionamentos e quando a vida humana é valorizada acima de tudo. Se a mentalidade das pessoas mudar da consumista para a criativa, mudará completamente a forma de se perceber o valor do cumprimento dos deveres pessoais, ampliando incentivos e estímulos, assim como se transformarão completamente em qualidade e resultados os pensamentos, palavras e ações de todas as pessoas. Qualquer produto ou serviço (como alimentação, tecnologia, educação, saúde, etc.) na Sociedade Criativa não terá como objetivo principal gerar lucro ou promover negócios, o foco da ação humana, pelo contrário, será por melhorar as condições da existência de todos, garantindo segurança e provisão de necessidades vitais. Como todos estarão financeiramente seguros desde o início, com os princípios criativos e humanos prevalecendo nas mentes das pessoas, ninguém terá o desejo de trapacear para enriquecer ou lucrar com o prejuízo e a dor de outras pessoas, assim como não terá o desejo de segregar e nem o de conquistar. A vontade de fazer um bom trabalho de alta qualidade para o bem de todas as pessoas, irá melhorar não apenas nossas próprias vidas, mas também proporcionará um futuro seguro para nossos filhos nesse novo formato de sociedade.

Alguma coisa realmente depende de nossa escolha se há sempre alguém decidindo tudo por nós?

Na sociedade de consumo, pouquíssimos indivíduos dominam e manipulam a maioria de todos os seres humanos. Esses poucos formulam os decretos, as normas, as leis e estabelecem todos os regulamentos a que todos devem obedecer, de acordo com seu ponto de vista pessoal. Prometem boas condições, liberdade e segurança a todas as pessoas, mas agem apenas para garantir seu próprio poder e suas próprias condições de conforto particulares.

Na Sociedade Criativa, as pessoas serão governantes de si mesmas. As pessoas não vão mais delegar suas decisões e suas próprias responsabilidades a mais ninguém; os seres humanos não serão mais privados de seus próprios direitos e liberdades; irão assumir a responsabilidade sobre si mesmos. Todos poderão participar ativamente da vida da sociedade, todos terão direitos absolutamente iguais.

Em uma Sociedade Criativa, as pessoas tomariam as decisões coletivamente e escolheriam executivos para serem responsáveis por sua implementação. Ao contrário, no formato consumista em que vivemos, as pessoas são apenas força de trabalho barata, que se submetem, sem ter nenhuma outra opção, à vontade de alguns indivíduos, que se mantêm indiferentes a essa cruel realidade. Na Sociedade Criativa os executivos teriam os mesmos direitos e deveres que qualquer outro ser humano da coletividade. Nesse formato, se o resultado da atividade dos executivos não for satisfatório à toda sociedade, as pessoas em sintonia de foco pelo benefício comum, imediatamente cobrariam essa falta da pessoa a cuja responsabilidade individual, confiaram a solução de um problema coletivo. É plenamente possível implementar esse formato criativo graças à atual tecnologia de comunicação instantânea global. Controle eleitoral público, responsabilização plena de cada um e publicidade com transparência absoluta das atividades dos executivos, eliminarão qualquer oportunidade de corrupção e manipulação.

Certa vez, fiquei bastante impressionado ao ver o vídeo Sociedade Criativa une a todos com a participação de Igor Mikhailovich Danilov no canal ALLATRA TV. Depois de assistir, comecei a refletir sobre como uma pessoa muda quando chega ao poder. No meu entendimento, não importa quão boa, gentil e ética uma pessoa possa ser a princípio. Quando alcança o poder no formato consumista de nossa sociedade, se depara com uma situação, em que se estabelece uma grande lacuna entre a condição de sua individualidade e a do restante de toda a coletividade, fazendo com que perca significativamente sua humanidade. Percebo que, mesmo que no início a pessoa que chega ao poder tenha boas intenções e o desejo de beneficiar a todos, nas relações do formato consumista, a estrutura de liderança hierárquica estabelecida e já viciada fará de tudo para preservar o antigo ambiente de manipulação e controle de poder regulado por uma minoria, corrompendo por todos os meios a boa vontade desse indivíduo.

É possível observar o que acontece com uma pessoa quando fica no poder por muito tempo, considerando-se a história recente em diferentes Países do mundo. Os mesmos processos acontecem com indivíduos diferentes em diversos lugares. Via de regra, o indivíduo se desvincula das realidades do mundo; a empatia e o sofrimento das pessoas tornam-se incapazes de sensibilizá-lo. Suas ações posteriores diferem totalmente e contradizem suas promessas eleitorais originais. Portanto, é necessário mudar as condições que modelam o formato da sociedade, para que todo o nosso mundo se transforme em um lugar melhor. É por esse motivo que a implementação da Sociedade Criativa é fundamental: para que haja autogoverno da coletividade com responsabilização de todos os indivíduos e para que ninguém tenha o direito de exercer poder tirânico sobre seu semelhante. O segundo fundamento da Sociedade Criativa afirma:

“Não pode haver ninguém e nada na Terra superior a um Humano, sua liberdade e direitos. A implementação dos direitos e liberdades humanos não deve violar os direitos e liberdades dos outros.”

O que acontecerá com ladrões e criminosos nesse novo formato?

Vamos examinar esta questão de uma perspectiva humana. O que leva uma pessoa a cometer um crime? Na maioria dos casos e principalmente: fome, necessidades, pobreza e sofrimento. Todos esses são problemas gerados pelo formato consumista em que vivemos atualmente. Mas, em uma Sociedade Criativa, as condições humanas serão completamente diferentes. As pessoas simplesmente não terão necessidade e nem desejo de cometer atos ilegais. O que motivaria alguém a arriscar sua estabilidade, paz e equilíbrio, quando essa pessoa tem garantida sua sobrevivência, tem suprida todas as suas necessidades, está completamente segura e seus direitos e liberdades são plenamente observados? Se o indivíduo infringisse alguma lei nessas condições tão favoráveis, ele perderia tudo isso.

Ao infringir as regras, colocando em risco a vida e a segurança de uma única pessoa, um infrator está, na verdade, colocando em risco a segurança de toda sociedade. Em uma sociedade onde a Vida Humana é o maior de todos os valores, a punição será sempre proporcional ao crime. E como na Sociedade Criativa haverá autogoverno, todos estarão igualmente envolvidos e serão responsáveis pelos processos legislativos, judiciais, e também pela aplicação da justiça e pela transparência em todos as esferas da Vida. Assim, a segurança no Planeta será plena e unificada.

Como irá a corrupção desaparecer?

A corrupção na Sociedade Criativa desaparecerá com toda certeza. Eu me convenci disso quando me familiarizei com algumas das últimas novidades tecnológicas da sociedade contemporânea. Fiquei impressionado com o mais recente desenvolvimento do XP NRG — o complexo multifuncional Voskhod. Esta é realmente a tecnologia do nosso futuro, a tecnologia da nossa Sociedade Criativa! Esta ferramenta única foi projetada para ajudar a sociedade a combater os desvios de recursos, a corrupção, o roubo, os esquemas obscuros, o engano, a usurpação de poder e outros vícios humanos durante a transição do formato consumista para o criativo. Você pode ler a descrição completa do MPC Voskhod no site do XP NRG.

O complexo multifuncional Voskhod é um agregado global de todos os dados digitais existentes no mundo em um único centro de processamento de dados para países individuais e também para a comunidade planetária de todos os países. Ele fornece abertura, transparência e acessibilidade de dados em qualquer nível, o que implementa totalmente o Quarto Fundamento da Sociedade Criativa — transparência e abertura de informações para todos.

O Voskhod MPC detecta e monitora quaisquer esquemas ilegais de desvio de dinheiro, identifica deficiências na legislação, bem como no sistema de gestão e controle, além de operar com dados precisos sobre capitais públicos e privados. Proporcionará transparência na utilização dos recursos em todos os níveis e permitirá controlar todos os fluxos financeiros. Isso eliminará completamente a fome mundial, a pobreza, a injustiça social e outros problemas do formato consumista durante a transição para o formato criativo.

Mas o que me impressionou particularmente foi a eficácia do Voskhod MPC em assistir a toda humanidade ou a um país específico inteiro em caso de emergências naturais ou técnicas, independentemente de sua escala, e também na solução do problema da migração em massa da população. Atualmente, este é um problema aflitivo em muitos países do mundo, incluindo os mais desenvolvidos, devido às mudanças climáticas globais.

A ideia de uma Sociedade Criativa lembra muito a ideia de comunismo. Qual é a diferença?

O comunismo incorporou a ideia de equidade absoluta entre todas as pessoas. Mas é fundamentalmente diferente da Sociedade Criativa. Sim, na Sociedade Criativa, as necessidades básicas essenciais são fornecidas igualmente a todos desde o nascimento e sem nenhuma exceção. Todos têm direitos iguais e recebem: um alto nível de educação, assistência médica, qualidade alimentar e assim por diante. Todos têm tudo de que precisam para viver bem e com todo o conforto necessário. Mas, se uma pessoa quiser receber ainda mais do que isso, ela terá que proporcionar em contrapartida maior cota de benefícios para toda a sociedade. O que realmente interessa no formato criativo é a eficiência de uma pessoa para beneficiar a todos.

As pessoas serão motivadas a assumir responsabilidades, participar ativamente da vida de toda a sociedade e torná-la sempre melhor. O formato criativo garante condições favoráveis para que todos possam se realizar em qualquer esfera, desenvolver seus talentos e melhorar suas qualidades. Ao mesmo tempo, todo trabalho realizado por qualquer pessoa será útil, necessário e sempre retribuído com um salário justo e decente. A vida de toda pessoa será socialmente importante, cheia de significado e valor. Nesse sentido, a sociedade sempre evoluirá e as condições de vida de cada pessoa irão sempre melhorar constantemente.

A ideia do comunismo tinha inicialmente como propósito, para proporcionar igualdade nas condições de vida a todas as pessoas, criar um sistema de autogoverno. Mas, como foi preservado o formato consumista durante sua implementação, se mantiveram o poder e a manipulação de poucos indivíduos sobre a maioria das pessoas e, com isso, essa pretensão de equidade tornou-se impossível. Além disso, essa concentração de poder tirânico ocorreu por meio de violência, criando um culto fanático ao partido e ao líder. Como a vida humana não possui valor em um formato consumista, o resultado dessa tirania violenta culminou em milhões de assassinatos de pessoas e em uma situação de opressão e medo para todos aqueles que sobreviveram. Esta é uma amarga lição do passado para as nossas gerações. Uma sociedade civilizada saudável nunca será construída por meio de violência, terror, atropelamento da liberdade humana, desrespeito ao livre arbítrio ou ao custo de vidas humanas.

Além disso, é impossível construir uma Sociedade Criativa em apenas um país e deixar ao seu redor todo o resto do mundo vivendo em um formato consumista sob a tirania dos velhos hábitos de consumo ilimitado que promovem a auto destruição de toda humanidade. Somente com um sentimento de necessidade interior sincera das pessoas e com a escolha pessoal verdadeira de cada indivíduo para viver em tal formato de sociedade, será possível construí-la em todo o mundo. Somente quando a maioria predominante das pessoas em todo o Planeta assumir sua própria cota de responsabilidades nessa construção coletiva, parar de lutar entre si em vão, unir-se para mudar o formato dominante da vida humana de consumista para criativo, sem que ninguém exerça tirania sobre ninguém, sem manipulação, controle e nem aniquilação da Vida das novas gerações, somente assim, o mundo irá de fato mudar para muito melhor.

Como podemos fazer isso? Seria através de uma revolução global?

O resultado de qualquer confronto, revolução ou guerra é sempre o mesmo — baixas de vidas humanas. Como foi dito acima, o Primeiro Fundamento da Sociedade Criativa é a valorização máxima de toda Vida Humana. Para construir uma sociedade em que a vida de todas as pessoas seja valorizada na prática e de fato, é preciso implementar essa valorização em primeiro lugar, imediatamente e acima de tudo. A construção da Sociedade Criativa só é possível se for feita sem dores, sem sofrimentos e sem ameaça à Vida das pessoas, ou seja, sem infringir a lei, de forma pacífica, informando aos outros e buscando a união de todos com base nas melhores qualidades humanas. Não é à toa que os três primeiros Fundamentos da Sociedade Criativa são: vida, liberdade e segurança para todo ser humano.

"A humanidade não precisa mais de revoluções — a humanidade precisa de evolução." (I.M. Danilov, vídeo Creative Society)

O que importa é construir e não destruir. Ao construir algo novo e melhor, a sociedade substituirá gradualmente o que é ruim, antigo e desnecessário. Quando a maioria da população do Planeta apoiar a Sociedade Criativa e participar ativamente de sua divulgação e construção, passaremos para uma segunda etapa. Leia mais no artigo Fundamentos e Etapas para a Construção da Sociedade Criativa. Mas em primeiro lugar, devemos informar as pessoas e nos unir.

Como devemos nos unir?

No vídeo Sociedade Criativa Une a Todos, Igor Mikhailovich apontou qual o caminho mais fácil para as pessoas se unirem. Ele explicou que a unificação é baseada na focalização de uma ideia comum. Não é por meio de nossas carteiras, geladeiras ou famílias que nos unimos. Não é também através de um investimento financeiro, pois nessa união ninguém deve perder nada. Basta nos esforçamos por um objetivo benéfico comum e nos unirmos em torno desse único foco. Nosso objetivo é a Sociedade Criativa. Cada um age em seu lugar da melhor maneira possível, usando suas habilidades, talentos, experiências e oportunidades pessoais. Cada pessoa é única e pode dar a sua contribuição única para a construção de uma Sociedade Criativa. Um objetivo digno comum pode nos unir mental, intelectual e espiritualmente. Dessa forma, a sociedade se organiza e se move em direção a sua reformulação mais rapidamente. O poder da unificação humana é tremendo. As oportunidades de todos aumentam muitas vezes quando estamos todos juntos focalizados em um mesmo sentido.

Existem 8 bilhões de pessoas no planeta. Como podemos informar a todos?

Graças ao progresso tecnológico, à Internet e à disponibilidade de dispositivos eletrônicos, as pessoas se comunicam atualmente muito rapidamente. As notícias se espalham entre as pessoas na velocidade da luz. Nas condições atuais, as possibilidades de cada pessoa transmitir informações aos outros são ilimitadas e, considerando-se isto, informar sobre a Sociedade Criativa corresponde a satisfazer os mais elevados interesses de toda humanidade. Como nunca antes, as pessoas têm a máxima necessidade de estabelecer a paz mundial, eliminar guerras e violências, garantir segurança coletiva e garantir um futuro decente para seus filhos.

Em meio às desestimulantes notícias que circulam em nosso ambiente consumista atual, as informações sobre como mudar o mundo e construir a Sociedade Criativa, de forma tão simples e prática, são uma ótima alternativa para confortar e trazer esperança à situação de vida de quem anseia por mudanças reais e boas notícias. Aliás devemos considerar que essas pessoas são a maioria em todo o nosso mundo. Dia após dia, muitos percebem as consequências amargas da estagnação, da indiferença, da transferência de responsabilidades e da delegação perniciosa de: direitos pessoais, autoridade sobre si mesmo, votos, escolhas e livre arbítrio. Mas é absolutamente possível mudar tudo isso. O projeto Sociedade Criativa é, de fato, interesse de todos.

Então agora eu só preciso informar o resto das pessoas?

Sim. Se todos que já conhecem esta informação a transmitirem a outras pessoas, conhecidas ou desconhecidas, avançaremos mais rapidamente para a segunda fase do projeto Sociedade Criativa. Informar é muito simples. A comunicação é parte integrante de nossas vidas. No entanto, por hábitos impostos pelo formato consumista, às vezes passamos muito mais tempo divulgando informações negativas ao invés de positivas. Onde quer que estejamos e com quem estivermos, podemos contar a outras pessoas sobre a chance de viver em um mundo melhor e isso depende exclusivamente da vontade de cada um de nós.

Só podemos mudar nosso mundo juntos. Se nos unirmos, se assumirmos a nossa responsabilidade pessoal, se não nos omitirmos mais, se começarmos a agir e a transmitir a verdade abertamente em todo o mundo, seremos capazes de fazer isso. Todas as pessoas sãs e sensatas apreciam a liberdade, a igualdade e a humanidade. Tal será o nosso futuro se todos juntos quisermos. Depende de cada um de nós determinar o tempo e a velocidade com que toda a humanidade possa se informar sobre o projeto Sociedade Criativa. A escolha cabe a cada um de nós!

André Smith

Faça um comentário