Logo Creative Society SOCIEDADE
CRIATIVA

Leslie Magnum: Juntos protegeremos o que é caro aos nossos corações

30 de março de 2022
Comentários


O mundo está na iminência. Os factos e as provas manifestadas na conferência convenceram-nos disso mais uma vez.

Agradecemos a todos os que estiveram hoje connosco. Os participantes da conferência levantaram as questões actuais do formato consumista da sociedade, que estão a agravar-se no contexto de crises climáticas e ambientais. Os dados expressos sobre a monitorização das nossas alterações climáticas e o estado da ecosfera do nosso planeta são impressionantes. A humanidade está realmente em perigo. Só um ignorante pode negá-lo, não tendo consciência do preço da inacção e do tempo perdido.

A partir de hoje, estão em curso numerosas disputas no mundo sobre a causa das alterações climáticas e sobre quem é o culpado. No entanto, estas disputas apenas resultam em discórdia, divisão e transferência de responsabilidade entre uns e outros. A procura de culpados não vai mudar a situação e não vai salvar a humanidade. Enquanto perdemos tempo em vão, os cataclismos estão a aumentar. O planeta está a morrer devido à nossa inacção, e consequentemente, a hipótese de salvação da humanidade está a diminuir dia após dia. Nós, enquanto humanidade, estamos a aproximar-nos do ponto crítico após o qual já não seremos capazes de mudar nada. Se não agirmos agora, privamos toda a humanidade do futuro, sublinho — toda a humanidade: destruiremos a nós próprios, o nosso próximo e querido povo, e toda a nossa civilização através da nossa indiferença, falta de compreensão e a nossa falta de vontade, ou seja, através da nossa inacção.

O ecossistema do planeta está em rápido colapso devido ao factor antropogénico: contaminação do oceano mundial, desflorestação, o desastroso problema dos resíduos, e muitos mais. No entanto, o problema principal é ainda mais grave. A sociedade com uma cosmovisão consumista trata o ambiente apenas como um recurso infinito, utilizando-o sem pensar para o lucro pessoal de alguém. Na verdade, o egoísmo e a ganância têm ensombrado as nossas mentes. O nosso esforço momentâneo para o enriquecimento tornou-se mais importante para nós do que o nosso próprio futuro e o futuro dos nossos entes queridos. O pior da ideologia esclavagista consumista é que nós, pessoas, somos apenas um recurso nas mãos de outra pessoa para aumentar os seus objectivos egoístas.

Como resultado, a nossa desumanidade gera crises globais não só no ambiente, economia e outros campos da actividade humana. A crise principal é a crise moral. Ela ultrapassou todos os limites. No nosso mundo alegadamente civilizado, há muita violência, escravatura e exploração do trabalho infantil. No contexto da progressão das alterações climáticas, surgiu um novo problema: o número crescente de refugiados que necessitam de apoio e compreensão humana. As pessoas, impulsionadas pelas condições intoleráveis da existência, chegam ao país de outra pessoa com uma esperança de humanidade, mas encontram inimizade, rejeição, medo, e muitas vezes até ódio. Será que tal humanidade com uma atitude consumista uns para com os outros será capaz de sobreviver no tempo dos cataclismos globais? A resposta é óbvia.

Muitas pessoas ainda esperam que, em caso de cataclismos, o seu governo ou organizações especializadas as salve. Contudo, os participantes da conferência deram voz a exemplos da vida real que indicam que estas organizações provaram ser incapazes de proteger os sobreviventes de cataclismos e de lhes fornecer a ajuda necessária mesmo no período relativamente estável dos dias de hoje. Mas o que será amanhã? A resposta é igualmente óbvia.

No entanto, também vimos exemplos de assistência e cuidados mútuos entre as pessoas nas regiões onde os problemas aconteceram. Estes exemplos demonstram-nos que nós, pessoas, como sociedade, podemos vir em socorro uns dos outros unindo-nos e assumindo a responsabilidade, e não confiando em outra pessoa. Este é exactamente o ponto principal e a quintessência do nosso apelo ao mundo. Quanto mais de nós houver, mais somos capazes e mais hipóteses temos de sobreviver. O poder do potencial da humanidade é tremendo, enquanto que o poder da humanidade unida é incontável. Esta é precisamente a essência da construção da Sociedade Criativa.

A partir de hoje, a Sociedade Criativa é a única ideia que pode unir absolutamente todas as pessoas, toda a humanidade, e dirigir todo o enorme potencial humano para a criação de uma civilização unida e a sobrevivência de toda a população humana neste momento desastrosamente difícil, em que nós, como humanidade, entrámos pela primeira vez na nossa história.

Só juntos superaremos quaisquer desafios e perigos, como toda a humanidade. Protegeremos em conjunto o que é precioso para os nossos corações. Reanimaremos conjuntamente este mundo, restauraremos o nosso planeta, e reconstruiremos o nosso Lar comum.

Em 20 de Março de 2021, teve lugar um evento marcante, a conferência internacional "Sociedade Criativa. O que os Profetas Sonharam". Ali, nós, pessoas de todo o mundo, reunimos representantes de diferentes religiões e concluímos que todas as escrituras falam sobre a Sociedade Criativa. 

Esta é a Verdadeira Face de todas as religiões. Não importa a que religião se pertence ou se se é ateu. A Sociedade Criativa é para todos.

A bênção apostólica da Cabeça da Santa Sé e de toda a Igreja Católica O Papa Francisco está connosco, as suas orações estão connosco! Hoje, o mundo inteiro deve unir-se na construção da Sociedade Criativa onde o potencial da humanidade desempenha um papel fundamental, e onde a vida de cada pessoa é do mais alto valor. Hoje, a construção da Sociedade Criativa deve tornar-se a tarefa número um para cada pessoa sensata neste planeta.

Gostaria de expressar a minha gratidão a todos os participantes do projecto da Sociedade Criativa. Sois vós que sois guiados por uma consciência pura, qualidades morais superiores, a mais elevada manifestação de altruísmo e amor ao próximo, e que agis pelo apelo dos seus corações. Cada participante do projeto da Sociedade Criativa é um exemplo inspirador de fé inabalável na capacidade da humanidade não só de salvar a nossa casa, mas de construir um novo mundo maravilhoso para cada cidadão da nossa sociedade unida. Estou orgulhoso de estar aqui hoje convosco. Estou orgulhoso de ser um participante do projecto da Sociedade Criativa. E é uma grande honra para mim estar ao vosso lado, meus queridos amigos.

Apesar do colaboracionismo do formato consumidor, temos de vencer. Não temos para onde recuar. Temos um planeta. Temos todos de nos unir e vencer. E a vitória será nossa. Que Deus nos abençoe a todos.

Leslie Magnum, da conferência "Global Crisis. Hora da Verdade"

Faça um comentário